terça-feira, 27 de novembro de 2007

O caçador de pipas

Confesso que o desejo de comprar o livro O Caçador de Pipas apareceu somente quando percebi que o livro estava na lista dos mais vendidos da Revista Veja. Quando ele foi lançado, em 2003, ele passou semanas alternando as melhores posições da lista de não-ficção da revista e, pela curiosidade de saber o porquê deste livro ser tão lido e comentado, resolvi pedi-lo de Natal.

O livro, primeiro romance escrito pelo afegão Khaled Hosseini, foi também um dos primeiros de vários outros a retratar a imagem do oriente frente os olhos do ocidente. De um jeito menos crítico em relação aos costumes orientais, ele conta a história de Amir, um garoto rico de Cabul, que vive na época da queda da monarquia do Afeganistão. Ele tem uma forte amizade com o filho do empregado do seu pai, Hassan, que ele considera quase como um irmão.

Sob os olhos do menino, a história de sua vida se desenrola de tal jeito, que, com a queda da monarquia no Afeganistão e a implantação do regime Taliban, ele e seu pai são obrigados a sair do país. Mesmo “fugindo” do seu passado, Amir logo tem que encarar seus erros e prestar contas ao seu amigo de infância, o Hassan, a quem ele traiu na infância.

O nome do livro, O caçador de Pipas, se deve ao fato de Cabul ter um campeonato de pipas que marcava o início do inverno na cidade. Amir e Hassan se preparavam o ano todo para essa brincadeira. Hassan era um exímio caçador de pipas, que as apanhava logo que caíam, usando-as como um troféu.

De um modo mais humano do que político, o livro retrata, de forma bem dramática, como as pessoas muitas vezes se vêem sem saída quando acontece alguma mudança radical no poder de seu país. O caçador de pipas é um relato fictício fascinante e emociona o leitor do início ao final.

O caçador de pipas logo vai virar filme, dirigido por Marc Forster. Há previsões para que ele chegue no Brasil no início de 2008.

Um comentário:

Thais disse...

Olá Natália, tenho acompanhado as tuas resenhas desde que lí teu comentário no blog da Marta Medeiros!! Também sou apaixonada por livros e espero ansiosa pelas tuas críticas!!! Parabéns!! Abraço, Thais - Porto Alegre